Informativo Rural

Olir Schiavenin - Presidente do STR

04/05/2018


STR comemora 56 anos:

            Fundado em 1962 o STR completou 56 anos de existência no último dia 27 de abril. Foi quando um grupo de agricultores decidiram criar uma organização com o objetivo de defender seus direitos.

            Da data de fundação até hoje, a entidade desenvolveu inúmeras ações e projetos para o fortalecimento do setor primário dos municípios que representa. E sua história se confunde com a defesa e representação da categoria, pois sempre lutou com muita determinação para cumprir com sua missão.

            Muitos foram os que se dedicaram pela causa dos agricultores familiares e que doaram parte de sua vida em prol da categoria.  

            Como resultado dessa caminhada muitas foram as conquistadas para o bem do quadro social. Destaco os direitos previdenciários, em especial o da aposentadoria. E as políticas e programas públicos, o Pronaf, Crédito Fundiário, o Programa da Habitação Rural, o Seguro Agrícola, o Programa Garantia dos Preços Mínimos, entre outros.

 

Desafios:

            Se obtivemos conquistas nesse período e que merecem ser comemoradas, é bem verdade que ainda temos muitos desafios pela frente. Entre os quais: lutar para melhorar o preço dos produtos agrícolas, a sucessão rural, a assistência técnica, a pesquisa, o controle das importações.

 

Situação Atual dos Agricultores:

            Esses desafios e a maneira com que os agricultores vem sendo tratados atualmente pelo Governo Federal merecem uma reflexão, pois nos preocupam pelos seguintes motivos:

  • Baixos preços da maioria dos produtos agrícolas, que sequer cobrem o alto custo de produção e outros;
  • Exigências e leis ambientais, no que se refere ao depósito de agrotóxicos, as altas taxas, licenças e as exigências absurdas para qualquer empreendimento no meio rural;
  • Burocracia;
  • Declaração anual de rebanho, vacinas, multas para quem não cumprir com o prazo;
  • Leis e exigências trabalhistas absurdas para quem contrata temporariamente mão de obra;
  • Aumento da taxa de juro do Pronaf;
  • Diminuição do subsídio do Seguro Rural;
  • Aumento no voluma das importações de alho, leite e vinho provocadas pelos acordos internacionais e pela falta de fiscalização e controle;
  • Escassez de recursos para a saúde, segurança e para os Programas e Políticas Agrícolas;
  • Altas despesas na área da saúde;
  • Baixo poder aquisitivo do salário mínimo dos aposentados;
  • Aumento de combustíveis, energia elétrica e dos insumos agrícolas;
  • Isso desestimula os produtores e faz com que muitos abandonem a atividade.

            Precisamos valorizar e reconhecer essa brava gente que é responsável pela produção de 70% do alimento que todos os dias chega à mesa da população e nos unir ainda mais para exigir do governo proteção e valorização do trabalho do agricultor.



Fonte: STR


Notícias de Janeiro:
  • 26/01/2018 - Informativo Rural
  • 19/01/2018 - Informativo Rural
  • 03/01/2018 - Normas Safra 2018
  • 19/01/2017 - Nota STR Safra da Uva 2016/2017
  • 17/01/2017 - Nota STR Agricultura x Carnaval